domingo, 28 de março de 2010

                                                MARIANA   QUERIDA  DA TITIA ....

domingo, 21 de março de 2010

domingo, 14 de março de 2010

domingo, 7 de março de 2010

A IMPORTANCIA DA MULHER

Mulher

Geradora da vida... guerreira, batalhadora


Ao mesmo tempo terna, meiga, dócil, carinhosa e companheira.


Fonte de luz, incansável nos compromissos diários,


Muitas vezes trabalha fora


E ainda cuida da casa, dos filhos e do companheiro


Sempre com um sorriso no rosto,


Uma palavra de conforto e um brilho especial no olhar.


Protegem a família, aconchegam os filhos nos braços,


são mães, amantes, amigas e levam no corpo,


o segredo e a magia do Universo.


A mulher está sempre presente no cotidiano de todo homem


Mãe, avó, tia, irmã, amiga, filha, professora ou companheira


Enfeitam o lar com um perfume suave de rosas


Envolvendo de forma poderosa


A mente, o corpo e o coração do homem.


Mulher


Benefício da vida, que dá sentido à existência,


Rega as plantas com amor, trabalha com seriedade


E ainda tem no coração muita bondade e uma Imensa sinceridade.


Amam com a força do coração.


E aquecem com o calor do sol!

Importantes na construção do mundo


Fundamentais para a formação do mundo.


Mulher,


Eterno brilho que transforma o caminho


de espinho em um oásis de paz!




Lágrimas de Mulher

Lágrimas que vertem nos olhos
Salgadas como a tristeza que aflora
Cansadas de seus abrolhos.
Deslizam sem culpa pela face afora.
Lágrimas que sufocam a saudade!
Que apagam os sonhos e geram vidas,
Lágrimas de alegrias, de realidade,
Deslizam nas faces sofridas.

Lágrimas caprichosas,
Das damas, das meretrizes,
Das donzelas e das senhoras,
Sonhando com os matizes.

Lágrimas que envolvem a sorte,
Que acompanham os filhos à guerra,
Teimosas que levam a morte,
Inconsoláveis que molham a terra!

Lágrimas que acalentam o filho,
Que regam um amor perdido,
Enganam um coração sofrido,
Que esperam por um sorriso!

Uma gota de lágrima quente,
Que nasce por um motivo qualquer...
A torna um ser diferente,
Incessantes lágrimas de mulher...